BLOG Ocupacional

Categorias

Filtrar posts por data

O papel do RH na segurança do trabalho

19 de outubro de 2021

Profissionais de Recursos Humanos têm atuação direta na relação com os demais empregados e garantem o bem-estar coletivo.

A visão das empresas sobre a área de Segurança e Saúde do Trabalho (SST) mudou bastante nas últimas décadas. Não é mais possível enxergar as ações como uma série de cuidados individuais a serem tomados pelos empregados. É essencial pensá-las de forma integrada à estratégia do negócio, garantindo que haja um plano de proteção coletiva em funcionamento. Isso envolve, entre outros fatores, capacitar e valorizar o capital humano, de forma a garantir o bem-estar de todos.

Essas questões são diretamente ligadas aos profissionais de Recursos Humanos, que têm uma visão mais ampla da empresa, com acesso direto às lideranças e informações sobre o quadro de funcionários. Graças à capacidade de promover diálogo entre os diversos departamentos e aos dados disponíveis para análise, o RH pode assumir um papel de destaque nas ações de SST. Isso envolve o controle do absenteísmo, a marcação de exames periódicos, a organização de campanhas de vacinação, entre outras ações que podem ser elaboradas.

Mas o ponto inicial de todo esse trabalho conjunto é o processo seletivo. Nele é possível recrutar profissionais qualificados, comprometidos com as questões de SST e alinhados aos valores da empresa. E, desde o princípio, é preciso reforçar a importância das ações de segurança com os novos funcionários, criando uma verdadeira cultura organizacional em torno do assunto. Afinal, para que as ações sejam efetivas, é preciso que todos estejam comprometidos de fato.

Além disso, o RH atua em parceria com as lideranças no planejamento das ações – inclusive os programas de prevenção e conscientização. Para isso, é possível contar com o apoio dos recursos tecnológicos, que oferecem os insumos necessários para criar estratégias mais assertivas.

“A tecnologia automatiza os processos da área, os tornando mais dinâmicos, reduzindo custos e deixando a empresa mais próxima dos seus colaboradores. Ou seja, permite que o RH desempenhe este papel estratégico, otimizando tempo, melhorando processos, aumentando o conhecimento sobre os colaboradores e permitindo análises que apoiam a liderança da empresa”, explicam as profissionais da área Ana Dávalos e Karine Canineo em artigo publicado no Jornal Contábil.

Com isso, os profissionais da área contribuem com uma visão sistêmica da empresa, de forma a gerenciar, orientar e fiscalizar as ações realizadas junto aos funcionários. Assim é possível antecipar riscos e dar senso de urgência para as questões mais importantes.

Como o RH pode contribuir?

Para que a atuação do RH em parceria com a área de SST seja mais efetiva, é preciso que haja um planejamento de atuação, com previsão de investimentos e ações a serem realizadas. Quando os profissionais de recursos humanos estão capacitados e conscientes do seu papel, podem contribuir com a criação de um ambiente de trabalho mais saudável para todos. Algumas das ações que podem ser tomadas são:

  • Abrir canais de interlocução com os funcionários, em que eles se sintam livres para expressar as opiniões e as sugestões com relação aos procedimentos de SST adotados pela empresa. Assim, é possível gerar um senso de pertencimento e estimular o engajamento das equipes;
  • Promover capacitações (palestras, cursos, workshops, simulações etc.) sobre temas relativos à segurança e à saúde no ambiente laboral, com temas que dialoguem diretamente com a realidade dos funcionários;
  • Garantir boas condições de trabalho e realizar um trabalho de prevenção com relação à saúde mental dos funcionários, observando o ambiente e antecipando possíveis cenários de risco;
  • Conhecer os programas de SST presentes na empresa para aplicá-los na área de RH, seja pela análise dos resultados para propor melhorias, seja pela implementação de ações para contribuir com a conscientização dos colaboradores;
  • Em muitas empresas, o RH é responsável por cuidar da comunicação interna e da institucional. Nesses casos, é preciso criar campanhas para manter os funcionários bem-informados sobre as questões de SST e contribuir para aumentar o engajamento com as ações realizadas;
  • Definir os papéis dos funcionários dentro do esquema geral da empresa, com atribuições bem definidas para o cargo e que contemplem as questões envolvendo a segurança e saúde coletiva;
  • Criar programas voltados para melhoria do bem-estar físico e mental dos funcionários, como a realização de ginástica laboral, cuidados com a ergonomia e acompanhamento psicológico efetivo;
  • Em alguns casos, fornecer os equipamentos de proteção individuais (EPIs) e coletiva (EPCs), verificando questões ligadas ao estoque, validade e troca desses materiais.

Cuidados em SST

Como mostrado, as ações de Segurança e Saúde do Trabalho têm uma ligação direta com o setor de Recursos Humanos. Para adequar esses processos à legislação, é preciso contar com o apoio de quem entende do assunto. Com 30 anos no mercado de SST, a Ocupacional possui profissionais capacitados para avaliar sua empresa e propor a melhor solução para seu caso. Venha ver como podemos lhe ajudar.

Categorias

Filtrar posts por data

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba no seu e-mail as novidades da Ocupacional e do mercado de medicina e engenharia de segurança do trabalho.