BLOG Ocupacional

Categorias

Filtrar posts por data

Por que conversar sobre o câncer de mama?

22 de outubro de 2020

Empresas têm papel fundamental para criar espaços abertos de diálogo e para estimular a prevenção contra a doença.

Ainda é muito difícil falar sobre câncer. É uma doença que carrega estigmas pesados para diversas famílias e virou assunto tabu, com pessoas que sequer gostam de citar o nome da doença. Mas é preciso conversar sobre o assunto, pois a prevenção ainda é a melhor forma de tratamento. E isso é ainda mais importante quando se fala em câncer de mama.

Esse é o segundo tipo mais comum entre as mulheres, representando cerca de 25% de todos os casos, atrás apenas do câncer de pele. Segundo o estudo Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil, publicado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), serão cerca de 66.280 novos casos a cada ano do triênio 2020-2022 – ou seja, um risco estimado de 61,61 casos a cada 100 mil mulheres.

Diante desse cenário, a principal forma de prevenção é o diagnóstico precoce. Para isso, a mulher precisa conhecer bem o seu corpo para detectar qualquer anormalidade em suas mamas. Olhar, apalpar e sentir os seios diariamente é tão importante que o Ministério da Saúde aponta essa como a forma mais frequente para descoberta da doença. Essas alterações também podem ser detectadas nos exames de rotina, que devem ser iniciados aos 50 anos para aquelas mulheres sem histórico familiar ou que possuem algum fator de risco.

Se descoberto precocemente, esse tipo de câncer pode ser tratado a tempo. Para isso, é preciso ficar atento aos principais sinais da doença:

  • Caroço (nódulo) endurecido, fixo e geralmente indolor. Está presente em 90% dos casos de cânceres de mama;
  • Alterações no bico do peito;
  • Pequenos nódulos na região das axilas e do pescoço;
  • Saída espontânea de líquidos de um dos mamilos;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja.

A detecção precoce vai ajudar no tratamento e, com isso, a aumentar a taxa de sobrevivência das pacientes.

E as empresas com isso?

A realização do Outubro Rosa é uma oportunidade para as empresas colocarem o assunto em pauta e conversarem com suas funcionárias sobre a importância dos cuidados com a saúde. Além de orientar os funcionários e oferecer o suporte necessário às pessoas doentes, elas também podem realizar uma série de ações para estimular a prevenção, como ações de endomarketing, eventos de saúde e um trabalho de comunicação interna.

Mas o mais importante é que a empresa encontre meios de informar os trabalhadores sobre o risco da doença e estimule a realização dos exames preventivos. Como este texto mostra, a forma como isso é desenvolvida pode variar bastante. O objetivo, porém, deve sempre permanecer o mesmo: garantir a saúde de todos.

• Leia mais: Importância das empresas na prevenção do câncer de mama

Outubro Rosa 2020

Para a campanha deste ano, o Inca escolheu o mote “Cuidado com as mamas, carinho com seu corpo”, para lembrar a importância do autodiagnóstico e dos exames preventivos. Foram produzidos cartazes, folhetos, banners e cards para redes sociais, que podem ser divulgados pelas empresas não apenas em outubro, mas durante todo o ano. Para baixar o material, clique aqui.

Aprendizado contínuo

Manter-se atualizado é essencial para desenvolver um bom trabalho de SST e, com o apoio de toda a equipe de trabalho, é possível estabelecer as práticas mais modernas do mercado. Para isso, realizar cursos e treinamentos com quem entende do assunto é essencial. A Ocupacional oferece diversas oportunidades nesse sentido, tanto presenciais quanto à distância, para ajudar sua empresa a prevenir acidentes e manter a saúde e o bem-estar dos trabalhadores.

Categorias

Filtrar posts por data

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba no seu e-mail as novidades da Ocupacional e do mercado de medicina e engenharia de segurança do trabalho.